Páginas

sexta-feira, setembro 28, 2007

incompleto


olhar vazio
pensamentos soltos
sorriso morto...
peito aberto

lágrima cristalina
escorrendo rosto à baixo
noite sem estrelas
mar sem sereia

vestígios apenas...

silêncio
solidão
desilusão nunca!
...apenas saudade


Um Ver-o-peso
sem peso
e uma estação sem docas
um mangal
sem garças
e sem graça!

Um auditório quase vazio
sem palestrante...
apenas uma platéia
com o pensamento distante...

no mesmo lugar
que o amor me espera...
além dos meus horizontes...

talvez haja esperança
de ser completa de novo...
[um dia...