Páginas

sexta-feira, novembro 27, 2009

conexos



















Inconfidências

quarta-feira, novembro 11, 2009

FiLoSoFaNdO

O conceito de certo e errado varia de ser humano para ser humano. Crescemos absorvendo informações e conceitos pré-estabelecidos pela sociedade. O certo é certo porque passamos a vida acreditando que assim é, o mesmo acontece com o errado.

Notadamente, muitas condutas são realmente "certas" e outras realmente "erradas", mas merecem esta denominação pura e simplesmente porque causam não em apenas uma, mas em várias pessoas, uma reação negativa, de tal sorte, que é impossível não taxar.

A moral e a ética servem justamente para nortear a sociedade, de forma que existam menos conflitos entre os homens. O certo e o errado, configuram as bases para que a moral e a ética encontrem sua formação e razão mais profunda.

Desde a antiguidade o homem se preocupa com esses conceitos e compara seu comportamento de forma a analisar onde se encontra. Não raro é impelido a constatar que possui uma moral transgressora, e considerando inúmeros códigos de conduta criados por si próprio, percebe sua fragilidade e hipocrisia diante de suas próprias criações.

No íntimo do homem, ele sabe que existem posturas morais que não pode assumir sem causar a si próprio algum mal. A explicação para isso é que: temos consciência de que precisamos nos importar com o próximo (e nesse ponto, falamos de exemplos e sobre a própria imagem que passamos), mas adotar essa ou aquela conduta correta muitas vezes significa ferir a si próprio, ignorar os próprios desejos e inclinações.

Transgredir é dar um passo em direção a quebra de uma corrente, significa enfrentar um medo, medo do incerto, medo do inseguro e das consequeências que uma conduta pode ocasionar. Transgredir uma regra da sociedade é um mal, mas e transgredir a si próprio se abstendo das próprias crenças e percepções? A resposta é quase imediata... Significa ser egoísta, mas paira sobre a mente humana ainda mais um problema:
Quando nos levantamos pela manhã, o primeiro olhar é nosso, quando nos machucamos, a dor é nossa, quando ficamos felizes, a felicidade é nossa, e inúmeras outras sensações, são do homem e ninguém mais pode compartilhar. Somos um universo dentro de nós mesmos, um universo que precisa ser explorado.

A etica e a moral inúmeras vezes torna o ser humano tão comunitário, que ele esquece que primordialmente é apenas um, com emoções únicas, desejos únicos, com percepções inseparáveis da alma que possui. Transgredir a si próprio também é ato de enganar e trair... trair a si próprio tem consequências graves, pois... quem sentirá esta traição senão o próprio ser que sofreu das angustias esculpidas em sua mente?

É necessário equilíbrio em tudo... agir com responsabilidade em relação ao coletivo é dever humano, mas configura dever humano também cuidar de sí, pois quem não cuida bem de si, e não valoriza os próprios desejos e sonhos, muito dificilmente valorizará os sentimentos do outro.

Pensar sobre os conceitos fundamentais da consciência humana é navegar no legado que restou a humanidade... peregrinar num mar de incertezas e dúvidas, medos e pontes.

Não é atoa que Platão ao escrever o mito da caverna advertiu sobre o que acontece com quem ousa voltar à caverna e relatar o que é realmente o mundo, o filósofo é perseguido e morto pela comunidade, pois a sua verdade, àquela verdade oculta pelo véu do mundo das idéias que projeta apenas a sombra das estatuetas... é uma verdade de difícil compreensão e aceitação pela maioria das pessoas, e é sempre mais fácil ignorar as dificuldades quando não temos consciência suficiente para compreendê-las.

segunda-feira, novembro 09, 2009

oS aNjOs QuE D'uS mE eNvIoU

um anjinho sentado na janela me olhou
foi embora... eu tranquei a porta
outro anjinho sapeca me beliscou
e correu
um ajinho peralta veio depressa
falando mansinho...
tocou de levinho...
esse sim... quase me angelicou!!!!!!!!!!!!!!!!

agora fico aqui
contanto os pecados nos dedos

tentando não cair de cima da nuvem que ele me deixou

se eu cair ai... ai... ai de mim!!!

ai de mim que não tenho asas
que só tenho as penas
da flexa que ele me lançou...

anjo danado... se pego!!!
monto nas tuas asas
e te dirijo pra uma nuvem
macia como as pontas dos teus dedos