Páginas

terça-feira, maio 31, 2011

Ficou

segunda-feira, maio 23, 2011

Heroic Pretense


Saying that you forgot is the same as pretending ...

pretend not to think of you every time you step before the favorite places


pretend that when I feel your fragrance

... not tremble inside


pretend that when I hear your name

my heart will not fire.


pretend not to dream of you

and with the taste of your kiss.


pretend that when I see you

my world does not stop ... and everything happens in slow motion


pretend that their presence

is not a torture


pretend that their arms

are not the only place I really felt safe


pretend you're not my biggest wish

I try to suffocate every day ...



Kethlene Vanzeler

Heróico Fingimento


Dizer que te esqueci é o mesmo que fingir...

fingir que não penso em você cada vez que passo pelos lugares antes favoritos

fingir que quando sinto seu perfume

... não estremeço por dentro

fingir que quando ouço seu nome

meu coração não dispara.

fingir que não sonho com você

e com o gosto do seu beijo.

fingir que quando eu te vejo

o meu mundo não pára... e tudo acontece em câmera lenta

fingir que sua presença

não é uma tortura

fingir que seus braços

não são o único lugar que eu realmente me senti a salvo

fingir que você não é o meu maior desejo

que eu tento todos os dias sufocar...

Kethlene Vanzeler

domingo, maio 22, 2011

The smile of Monalisa


Monalisa has a secret

Just look at the bottom of her eyes

Each brightness

Laughter ...

A mystery to be revealed.

A beautiful lady

One lap to the show

Smooth hairs

Slowly down the bust

Discover who is she?

Forget his face beautiful

If you can ...

Tell her secrets to the ear

To discover

What's so hidden ..

Steal a kiss ...

She's looking forward!

sexta-feira, maio 20, 2011

O sorriso de Monalisa


Monalisa tem um segredo

Basta olhar no fundo dos olhos dela

Cada brilho

O riso...

Um mistério a ser revelado.

Uma bela dona

Um colo à mostra

Lisos fios de cabelo

Descendo vagarosamente pelo busto

Descubra quem é ela?

Esqueça sua face bela

Se você for capaz...

Diga-lhe segredos ao ouvido

Para descobrirmos

O que há de tão escondido..

Furte um beijo...

Ela espera ansiosa!

quinta-feira, maio 05, 2011

Senhorita


Minha doce Senhorita

O que traz escondido nesse olhar?

Por que seus olhos estão molhados?

Por acaso deixou cair seu lenço bordado?

Minha querida... por que não sorri?

Há muito não via moças tão belas

Passando por aqui...


Minha doce senhorita,

Dei-me suas mãos!

Deixe-me mostrar-te a beleza desses campos

Deixe-me conduzir-te até a fonte

Lá as águas são tão belas

Tão belas quanto o seu olhar


Doce Senhorita,

Por acaso alguém a magoou?

Há em algum caminho

Um Príncipe por quem seu coração disparou?


Doce Senhorita,

Fuja comigo pela madrugada

Deixe-me levá-la para onde os sonhos nunca morrem

Deixe-me levá-la para o seu próprio conto de fadas...

quarta-feira, maio 04, 2011

Diante de ti

Diante de ti meus olhos se iluminam
meu sorriso volta a se colorir
minha alma enxerga tudo
até o que pensas de mim

Diante de ti
meu coração nasceu
para o amor
esqueceu toda dor

Diante de ti
encontrei outros caminhos
verões que aquecem meu peito
amor que guardei aqui dentro

Diante de ti
deixei de apenas existir
esqueci a solidão
e aprendi a sentir...

terça-feira, maio 03, 2011

Uma Avenida


Quem foi Generalíssimo Deodoro?

E do que importa quem foi?

De onde veio?

Para onde foi?

Mas quando ando naquela avenida

quanta saudade...

quantas lembranças

Tantas vezes caminhei por ela de mãos dadas

tantas vezes passei por ela com lágrimas

que queriam transbordar

Diante da Basílica

os sinais da cruz que não fiz

muitas vezes distraída

criando sonhos que ainda não vivi


por seus caminhos

nas sombras das mangueiras

ainda caminho com os olhos procurando

o tesouro que essa avenida guarda para mim

e é meu... só meu!

pois sei que ainda não me esqueceu...