Páginas

segunda-feira, abril 20, 2009

FiXaÇãO

Eu te proponho um pacto:
não morrermos de saudade
não matarmos nossas ilusões tão lindas...
não deixarmos nossos olhares tão distantes

eu te espero
pra navegarmos
nesse mar de desejos
e não deixe ele virar pura saudade
pura vontade esquecida

eu te proponho abrir os olhos
e não ver os meus
porque eu fecho os meus olhos
e me encontro nos teus

fixamente te olho
fixamente te procuro
meu coração só se acalma
com teu sorriso
fixamente te chamo baixinho:
-Vem ficar comigo!
-Vem ficar comigo!
- O universo conspira pro nosso encontro
-O universo fixou-se na gente

meu olhar procura o teu todos os segundos
meu olhar desafia todas as distâncias
nada mais em mim me obedece

tudo quer estar contigo...

sexta-feira, abril 17, 2009

Declaração de saudade


do teu jeito eu lembro bem

...impossível esquecer
sorriso no rosto
palavras doces
gestos macios
cabelos grisalhos
me mimando mais que nenem

não esqueço

dos teus conselhos
e teus olhos reprovadores
quando eu fazia alguma meninice
e da cara de zanga quando eu era peralta

eu te tinha nas mãos
quando eu chorava
teu colo me guardava
de todos os nãos

criastes mil nomes pra mim
e não há um que tenha mais de duas silabas
segurastes minhas mãos pequeninas
e me carregastes com teu aconchego

Este poema é um pedido de desculpas
e uma declaração de saudade
de quem deve passar mais tempo contigo
tens tanto a me ensinar
e eu tanto quero aprender contigo

o tempo não é sempre generoso...
como ainda é contigo e comigo...

Fecho meus olhos e te enxergo
sinto até o teu perfume
e me contagio com o teu sorriso
nessa vida te levo
e em meu coração
teu lugar é insubistituível

a saudade é só um identificador do quanto amamos alguém

e não há um só dia que eu não tenha saudade de ti...



Poema dedicado à Maria Nilza Martins Estumano, minha avó que mora distante.

segunda-feira, abril 06, 2009

Sonhos secretos


Rouba-me os segredos da alma

cala minha voz com lembranças doces

inebria-me completamente com apenas uma palavra

Como não ser contraditória com o resto do mundo

Se diante de toda a força que faço

para esquecer-te

Tua imagem ronda todos os meus sonhos mais secretos?

É como nadar contra uma onda gigante

e ser derrubada sempre no mesmo mar...

... essa vontade de sempre querer te encontrar

sexta-feira, abril 03, 2009

Animus Domini



vai ser lindo quando o sol raiar
vai ser lindo quando eu acordar
quando tocar o som dessas garoas

quando eu puder tocar nesses arranha-céus

eu vou acordar...
Vou ver o dia raiar

e vou gritar e cantar mais do que os pássaros

e me banhar de água
brilhar de estrela
nadar que nem sereia
nesses fios de água
e de pequena lava
grande borboleta
grande luz a brilhar no mundo
a hora da estrela chega
a hora do riso incontido chega...
e esse dia que lindo!
não serei mais desejo
mas doce cálice de vinho
semente do fruto maduro

fruto nunca colhido
perfume novo de vida
da grande roda gigante embalada
e finalmente terei minha hora marcada...