Páginas

terça-feira, abril 20, 2010

o coração que parou

foi pra cima da mais alta montanha
tentando se esconder dos raios do sol
olhou lá pra baixo com ar de quem nunca mais deceria
fez o coração decorar um ritmo de batidas
que de longe pareciam inabaláveis
encheu o peito de coragem
como se o mundo não fosse essa caixa de pândora
encheu-se de armas
flechas e fogo
armou uma tenda de lona
acredetiu ser o maior de todos os heróis do mundo
e se orgulhou profundamente
por não ser mais queimado pelo sol...

mas outro dia... sem querer alguém me contou
que tudo que ele fez não era pelo vento
não era pelo tempo
era tudo pelo medo
era tudo pra se esconder do amor!

e pelo que soube...
há como passar o tempo
há como suportar os ventos
mas não há como se esconder do amor...
não como arrancar nenhuma dor...

Um comentário:

Fábio disse...

Parabéns pelos textos e, claro, parabéns pelo blog!

Não é à toa que te admiro MUITO!!!