Páginas

sexta-feira, abril 17, 2009

Declaração de saudade


do teu jeito eu lembro bem

...impossível esquecer
sorriso no rosto
palavras doces
gestos macios
cabelos grisalhos
me mimando mais que nenem

não esqueço

dos teus conselhos
e teus olhos reprovadores
quando eu fazia alguma meninice
e da cara de zanga quando eu era peralta

eu te tinha nas mãos
quando eu chorava
teu colo me guardava
de todos os nãos

criastes mil nomes pra mim
e não há um que tenha mais de duas silabas
segurastes minhas mãos pequeninas
e me carregastes com teu aconchego

Este poema é um pedido de desculpas
e uma declaração de saudade
de quem deve passar mais tempo contigo
tens tanto a me ensinar
e eu tanto quero aprender contigo

o tempo não é sempre generoso...
como ainda é contigo e comigo...

Fecho meus olhos e te enxergo
sinto até o teu perfume
e me contagio com o teu sorriso
nessa vida te levo
e em meu coração
teu lugar é insubistituível

a saudade é só um identificador do quanto amamos alguém

e não há um só dia que eu não tenha saudade de ti...



Poema dedicado à Maria Nilza Martins Estumano, minha avó que mora distante.

Nenhum comentário: