Páginas

quinta-feira, novembro 25, 2010

Quem sabe




quem sabe um dia esse dia chega
esse mundo gira
essas voltas se completam

quem sabe um dia
esse rio corre
e essas águas passam
e se amansam

quem sabe um dia
eu não ande por outros campos
e sinta novos perfumes
ou sinta aquele perfume inebriante novamente

quem sabe um dia...
nossos olhos não se abram
e a gente se enxergue novamente
quem sabe um dia... esse grande amor
não reconheça
que nunca morreu
que esteve sempre aqui presente
correndo nas veias
em águas profundas

quem sabe um dia
nossas avenidas não se cruzem...

Nenhum comentário: