Páginas

sexta-feira, setembro 02, 2011

Continua


Continua existindo aquele sorriso doce
que costumava ficar escondido entre olhares roubados

Continua fria aquela mão
que nervosa tinha medo do seu toque

e aquela face que ruborizava
cada vez que você passava

porque tudo aquilo era e sempre foi amor...

amor de menina...

mesmo por detrás das cortinas
continua existindo aquela esperança...
aquele amor de criança
que sempre espera...

continua existindo aquela vontade de colo
e não há nenhum lugar no mundo que consiga ser melhor do que o teu...

teu ombro se acostumou a ser do meu...
o seu cheiro passou a fazer parte de mais alguém: eu...


Kethlene Vanzeler

Nenhum comentário: