Páginas

sábado, novembro 18, 2006

Tempo

Tempo



O tempo
É como um pássaro
Preso numa gaiola
Quando ganha a liberdade
Voa desesperado,
As vezes largando
As penas de condenado,
É livre...
Se diverte...
Deixando saudade
Naqueles que sabem
O que é amar de verdade.

Nenhum comentário: